Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2009

Ao virar o ano...

Ao virar mais um ano não vou desejar as banalidades habituais.
Para mim, a passagem de ano de calendário pouco significado tem na minha vida. Comigo, passagem de ano é quando faço anos (1 de Agosto) aí sim, realmente estou mais velha um ano, coincide com as minhas férias e depois o recomeço de mais um novo ano de trabalho. A minha festa de anos é que é a minha passagem de ano.
Normalmente e nos últimos anos, tenho passado "esta" passagem de ano a meditar, em casa ou na praia. Á meia noite fecho os olhos, visualizo o que quero e peço Sabedoria e Protecção. Depois vou dormir. Simples... Não faço questão nenhuma de estar a trabalhar ou numa festa até altas horas, faço sim questão de começar o novo ano de calendário com uma boa noite de sono e acordar junto do meu amor e depois... não é da vossa conta...
Por isso, este ano para mim ainda vai a meio e está a correr lindamente!!!!
A minha viagem ao Egipto não podia ter sido melhor, prometo que irei contar tudo, mas em várias partes,…

De partida para o Cairo, Egipto

Depois de amanhã vou voar até ao país das pirâmides. Um friozinho na barriga, começo a sentir e alguma ansiedade...


Já tenho tudo pronto! Anseio esta viagem já algum tempo... preciso urgentemente de sair um pouco do nosso país, preciso de me actualizar, ver novos movimentos, ouvir novas musicas, comprar novos trajes, enfim...

Vou fazer o curso intensivo para profissionais de inverno da Raquia Hassan. É um curso exigente mas muito bom, vão várias bailarinas um pouco por todo o mundo aprender com os melhores mestres de Dança Oriental que existe. Terei o prazer de rever algumas colegas que conheci no mesmo curso á dois anos atrás (fiz este mesmo curso em Dezembro de 2007) mas principalmente irei rever professores fantásticos que tive o prazer de ter aulas.
Vou também matar saudades do Egipto, país que adoro/odeio e que sinto uma afinidade incompreensível, parece que retorno ás minhas origens...
Vou ver as minhas bailarinas preferidas actuar que é sempre um prazer ver de perto, a atitude e c…

O meu espetáculo "Simplesmente Dançando..."

Tenho o orgulho de dizer que o meu último espectáculo foi um sucesso!
Recebi criticas e comentários fantásticos. Muitos que foram assistir chegaram mesmo a dizer que foi um dos melhores que realizei, se não o melhor. O que me deixa extremamente feliz, pois assim sei que continuo a evoluir como bailarina e artista, e se assim não fosse todo o meu trabalho e vida não estariam a fazer sentido.
Senti neste espectáculo uma evolução. Não falo só da dança em si, pois essa parte vou evoluir para o resto da minha vida, mas acho evolui na interacção com público, num espectáculo melhor construido. Tímida por natureza, senti que estou a conseguir quebrar uma espécie de "parede invisível" que há entre o publico e o artista. Senti que o público estava ali curioso e de coração aberto o que me facilitou essa mesma interacção. Até mesmo os mais desconfiados, desarmaram e deixaram-se encantar, através de mim, pela Dança Oriental. E as palmas soaram maravilhosamente no meu ouvido!
Adorei, como s…

Fazer omeletes sem ovos

Vou contar-vos a odisseia que foi o meu sábado passado. Comecei cedo com um workshop para crianças, que correu lindamente, os mais pequeninos têm um sentido de descontracção que é belo, dançam com uma pureza que só se vê mesmo nestas idades... a seguir ensaio com o meu querido amigo Américo Cardoso, para o meu show dia 21, até aqui tudo bem... Vou para casa, almoço, preparo a mala com fatos e adereços para a longa noite de trabalho que irei ter: dançar num jantar de aniversário de um VIP e serão no Al-Sahara. Descanso toda a tarde pois nunca sei como será a noite! Preparo-me (maquilhagem e cabelos) e lá vamos (eu e o meu amor, fiel manager) em rumo ao restaurante onde estava a decorrer o tal jantar de aniversário. Começa a aventura... Primeiro que estacione é um tormento, começa aí os meus nervos, tinha de lá estar às 21h30, eram 21h35 e ainda andávamos à procura de lugar, já irritada peço-lhe para estacionar na rotunda. Assunto arrumado! Se apanhar multa logo se verá... Vamos a correr para…

Confissão...

O meu espectáculo de dia 21 de Novembro está a chegar e confesso que estou cheia de medo...

Medo que não apareça ninguém...
Medo que faça má figura...
Medo de dançar mal...
Medo que me achem gorda e sem jeito...
Medo de desiludir as minhas fiéis alunas...
Medo de falhar...
Medo de não surpreender...
Medo que não gostem do show...
Medo...

Também tenho muitas inseguranças, principalmente antes de cada show. Não é fácil expor-nos desta maneira, mas é o meu trabalho, a minha paixão. Antes de dançar digo para mim mesma "para quê que me meti nisto, devia é ter ficado quieta!" mas depois tudo acontece e desejo sempre voltar a repetir.
Que vida a minha...

As Minhas Memórias - 4ªparte - Arquitectura ou Dança?

Escolher entre a profissão académica e a profissão do coração, foi uma das decisões mais difíceis, se não, a mais difícil que tive de tomar até hoje. A escolha que acabei por seguir, não a decidi de um dia para o outro, demorei anos a perceber que um caminho, embora bem visto pela sociedade, me levaria á frustração e o outro, completamente mal interpretado, me desafiaria ao longo da minha Vida. Como todos sabem, segui o que o coração me gritava: Dançar. Como todos os adolescentes, tive imensas dúvidas, principalmente a partir do 9ºano, do que queria fazer quando fosse adulta. Embora soubesse que a minha paixão fosse a dança, cresci a ouvir dizer que isso não era profissão, que a Arte em geral não enchia barrigas, não pagava contas e o pior: era mal visto. Desde a pintura, á escultura, ás artes gráficas, ao teatro, etc... não era um trabalho, era qualquer coisa... menos uma profissão digna. Todas menos Arquitectura. Como sempre percebi que não poderia seguir dança ( a clássica) pensei sem…

O absurdo do desequilíbrio que há no mundo

Mais uma vez estou a fazer uma dieta... Quando me forço a passar um pouco de fome, a privar-me da abundância e variedade de alimentos que me rodeia, penso no desequilíbrio que há no mundo, pois não muito longe daqui há países e pessoas que davam tudo para ter os alimentos de que me privo. Meio mundo obeso e meio mundo a passar fome... Não é absurdo?!

Gratidão/Ingratidão

Para pensar:
"Se queres ver Deus a rir, mostra-Lhe os planos que tens para a tua Vida."
Que sabemos nós do nosso futuro...
Desde a última sexta feira até precisamente à pouquinho, o conceito de gratidão / ingratidão tem-me passado pela frente com exemplos bem explícitos e em tempo real, fazendo-me reflectir mais uma vez sobre a minha Vida.
Cada vez mais tenho procurado estar grata primeiro pela minha Vida e depois por tudo que tenho e acontece, mesmo que por vezes aconteçam episódios menos bons ou achemos que temos azar.
Acredito cada vez mais que tudo acontece por uma razão, nem que seja para acordarmos de um sono ou ilusão. Não é fácil sermos gratos quando as coisas não nos correm da maneira que queremos ou imaginamos. Passamos muito tempo da nossa preciosa Vida a iludir-mo-nos com planos cuidadosamente arquitectados para o nosso futuro, quando num "virar de olhos" tudo pode mudar pelas mais variadas razões e aí, em jeito de "birra" culpamos a sorte, Deus …

Próximos shows - novembro 09

Informo, a todos que estiverem interessados, que estarei a dançar nos seguintes locais e datas:
. Al-Sahara Bar (Santos) - dias 31 Outubro e 6 de Novembro, a partir das 23h.

. Al-Arabiya Bar (Ericeira) - 27 de Novembro, a partir das 23h


Não esquecer:

Espectáculo - "Simplesmente Dançando..."

Convida-o a assistir ao seu mais recente espectáculo:

Sinto dançando,
Medito dançando,
Partilho, dançando,
Vivo,
Simplesmente Dançando…

21 Novembro 09 . 18h30 . 17,50€

Al Sahara Café Bar . Santos
Calçada do Marquês de Abrantes, 72, Santos, Lisboa

Para adquirir bilhetes contacte:
e-mail – saranaadirah@mail.pt
tlm – 91 4258256

Não perca!!!!

Os meus assistentes...

Vejam como os meus luxuosos assistentes "gozam" comigo!
Nesta foto, fingem que são meus fans e que ficam histéricos com o cartaz do meu próximo espectáculo.
Farto-me de rir durante os intervalos entre danças. Além da preciosa ajuda que me dão antes, durante e depois de cada show que dou, ainda conseguem fazer com que as horas passem depressa e de uma forma descontraída, aligeirando a minha tensão.
A minha irmãzinha ajuda-me a vestir/trocar de trajes e a tirar fotos. Já o meu maridinho faz de "manager" e de guarda-costas.
Mas para além de toda a diversão que fazem, eles são também os meus maiores críticos. Os comentários que fazem ao meu trabalho, dança após dança ajudam-me a melhorar de show para show.
Todos nós precisamos de ajuda, e eu mais do que nunca agradeço do fundo do meu coração toda a ajuda que eles os dois me dão, principalmente a do meu marido e amor, que não deixa de me acompanhar a todo o lado que vou dançar e já lá vão muiiiiiitos sítios e a alguns anos…

Talvez tenha recebido uma missão...

Hoje tenho mais um show, aberto para quem quiser assistir em mais um bar árabe (no Al-Sahara em Santos). Estranho o rumo que as nossas carreiras por vezes tomam.
Está cada vez mais está na "moda" abrirem bares/salões de chá com temáticas árabes e como é da praxe há sempre uma bailarina sextas e sábados para "animar" a noite que prometem ser exótica...
Este tipo de bares surgiram á meia dúzia de anos atrás e na altura eram só uns dois ou três, agora entopem a minha caixa de mail com publicidade, parece que abre um novo todos os meses e todos prometem que lá é que têm o melhor chá, cachimbo de água, a bailarina do momento...
Confesso que nunca me interessou dançar nestes espaços. Sempre achei que não cobriam os meus requisitos mínimos para poder dançar (lembro que dançar não é só demonstrar movimentos uns atrás dos outros, é fazer Arte e acredito que a arte tem de estar inserida num determinado contexto senão fica sem sentido e o que mais detesto é "dar pérolas a …

Espectáculo: Simplesmente Dançando...

Sara Naadirah
convida-o a assistir ao seu mais recente espectáculo de Dança Oriental:

Sinto dançando,
Medito dançando,
Partilho, dançando,
Vivo,
Simplesmente Dançando…

21 Novembro 09 . 18h30 . 17,50€

Al Sahara Café Bar . Santos
Calçada do Marquês de Abrantes, 72, Santos, Lisboa

Para adquirir bilhetes contacte:
e-mail – saranaadirah@mail.pt
tlm – 91 4258256

O que seria do mundo...

Se os bailarinos não existissem?

Se os pintores, músicos não existissem?

Se os arquitectos, escultores, escritores, não existissem?

Se os cantores, actores, fotógrafos, não existissem?

O que seria do mundo se os Artistas não existissem?
Oiço muitas vezes dizerem que são dispensáveis, que são pessoas estranhas e com manias, que mais valiam era trabalharem como pessoas normais e deixarem-se de sonhos e projectos que não alimentam barrigas...
Mas será que é mesmo assim? Imaginem não haver música, poemas, dança, pintura... Não seria como o dia sem sol? A noite sem a lua? Um jardim sem flores? Porque é isto que acho que são os Artistas: o sol do dia, a lua da noite, as flores de um jardim...
Eu considero-me uma Artista, e acho que todas as bailarinas, dignas na sua profissão assim o deveriam considerar-se também, com todos os seus deveres e exigências. Mas o que é Ser Artista? É simplesmente uma profissão ou é uma forma de vida? Ou são as duas coisas?
Dizem-me muitas vezes, mesmo em tom de brincad…

Show no Al Arabiya - 16 Outubro

Normalmente danço em eventos privados onde o público em geral não pode assistir, mas, amanhã,
dia 16 Outubro, irei estar a dançar no Bar Al Arabiya, na Ericeira, a partir das 22h,
para todos que quiserem ver!
Apareçam!!! Prometo não vos desiludir...
www.alarabiya.pt

E...
Fixe esta data:
21 Novembro, no Al-Sahara, em Lisboa
irei apresentar o meu novo espectáculo... Fique atento...

Workshop de Dança Oriental para Crianças

Workshop de Dança Oriental para Crianças
dos 4 aos 12 anos
com
Sara Naadirah

14 de Novembro (sábado) das 10h30 às 12h00

na, escola de dança Dança Livre
rua marquês de fronteira, 76, Campolide

Preço: 25€

Sara Naadirah, convida as crianças a experimentar a magia da Dança Oriental num workshop somente dedicado aos mais pequeninos. Elas, que se encontram em desenvolvimento físico, poderão de uma maneira divertida e diferente, desenvolver também a sua coordenação motora, intuição e criatividade.

A sua filha irá adorar este presente antecipado de Natal!!!

Entrega de certificado de participação.

Necessário: roupa confortável, umas meias para os pés, e um lenço para pôr na anca.

Inscrições:
Para se inscrever, terá de fazer o pagamento do workshop, através de transferência bancária para o nib: 0007 0271 0015 0604809 65
Quando tiver feito a transferência, terá de avisar para o e-mail: saranaadirah@mail.pt ou 91 425 82 56 dizendo o nome da criança.

Atenção: só serão aceites inscrições mediante o pagamento do p…

Mais um balde de água fria II

Acho que vou criar um blog intitulado: "As crónicas dos baldinhos". Não posso deixar de vos contar a última que me aconteceu, assim, conto com os vossos comentários afim de me ajudarem a perceber se estou a ficar maluca ou o mundo é que está a enlouquecer. Estava eu descansadinha a entrar para o cinema (recomendo o filme "Distrito 9"), dia 26 de Setembro sábado - depois vão perceber o porquê das datas - quando o telemóvel toca. Não atendo pois o filme ia começar, mas quando houve o intervalo fui ouvir a mensagem que me deixaram no voicemail, e dizia (voz de homem): "Olá, queria propor-lhe um trabalho, vou enviar-lhe um mail para adiantar do que se trata." Fiquei curiosa, e no dia seguinte, pois nesse sábado tinha chegado muito tarde, fui ler o mail. Era uma proposta para dançar em duas feiras árabes/islâmicas, uma cá em Portugal já no fim-de-semana a seguir (3 e 4 de Outubro), outra em Espanha no fim-de-semana seguinte. Fiquei bastante entusiasmada pois est…

Workshop de Dança Oriental

“Coreografia Clássica Egípcia de Véu e Percussão”

31 de Outubro (sábado) – 10h às 13h

Local
:
escola de dança Dança Livre
Rua Marquês de Fronteira, nº76, Campolide



Programa
aprender uma coreografia clássica egípcia dividida em duas partes distintas:
1ª parte - introdução e desenvolvimento com técnica de véu;
Intervalo – espaço onde pode colocar as suas dúvidas e curiosidades sobre Dança Oriental,
saboreando um chá tipicamente egípcio;
2ª parte – finalização com interpretação de percussão.
Objectivos
através desta coreografia poderá:
- adquirir a técnica base da dança;
- possíveis ligações entre movimentos;
- interpretar a música clássica e percussão;
- adquirir ou aperfeiçoar técnica de véu;
- aprender mais sobre o universo da Dança Oriental.

Nível Aberto
- para todos os níveis:
- este workshop destina-se a todos que querem, cada vez mais, aprofundar os seus conhecimentos sobre a dança.

Será entregue:
- cd com a música da coreografia;
- certificado de participação.

Preço: 45€

Inscrições:
- para se inscrever te…

Atenção: Comunicados!

Informo que: 1º - a Dança Oriental NÃO FAZ CRESCER A BARRIGA!!!!!!!!!!!!! Não sei de onde saiu este mito, que quase parece um mito urbano. Minhas queridas alunas, praticantes de Dança Oriental e curiosos pensem: enquanto estão a dançar estão a comer? Enquanto estão a dançar estão paradas? Enquanto dançam estam ou não a queimar calorias? Claro que estam a queimar calorias e não a ingeri-las! Daí conclui-se que não estamos a criar barriga estamos a combatê-la, certo?! Mas acontece que a Dança Oriental vai de encontro á fisionomia de cada mulher, que me leva a fazer outro comunicado. 2º - Para os homens e obcecadas: AS MULHERES TÊM VENTRE!!!!!!!!!!!! e uma camada de gordura natural que o envolve. Certo rapazes e fanáticas do ventre liso?! Na fisionomia da mulher é natural aparecer uma "barriguinha" que normalmente é do umbigo para baixo. Desculpem rapazes mas nascemos assim e não com barriga lisa e abdominais salientes como vocês (alguns, cada vez menos) pois temos ventre, lembram…

Dinheiro - é realmente um mal necessário?

Quantos de nós já esteve na situação de querer uma coisa ou ambicionar fazer algo mas não consegue. Não porque não possa ou porque não tem capacidade, simplesmente porque não tem dinheiro para o fazer ou ter. Quantos de nós já não dissemos ou pensámos: " se me saísse o euro milhões..." fazia e acontecia os nossos mais secretos desejos. O dinheiro é realmente um "mal necessário" que muitas vezes "compra" sonhos, mas será que estamos preparados para os concretizar ou seria milhões na mão de uma criança e quando estivesse-mos a viver o que tanto queríamos, eles não virariam pesadelos? O que é que nós realmente sabemos para a nossa vida? Será que muitas vezes o que nós tanto queremos não é simplesmente um capricho? Eu nunca fui e não sou uma pessoa materialista, para mim o mais importante na vida não é trabalhar para ter um carro ou a casa com piscina, etc... para mim o mais importante é Viver e sentir que estou a fazer algo que não desperdice a minha vida. Alg…

As Minhas Memórias - 3ª parte - A Descoberta do Oriente

A Vida ás vezes traz-nos surpresas que nunca imaginámos, nem nos nossos sonhos mais ousados.
Para mim, durante muitos anos, a dança resumia-se a uma única modalidade: o Ballet. E foi precisamente no último ano que fiz ballet e que iria desistir de dançar, que de repente ouvi uma música diferente...
Eu era rececionista na escola de dança que frequentava: Academia de Dança de Lisboa que infelizmente já não existe, e reparei, que nesse ano lectivo (Setembro de 2001) ia haver uma nova modalidade: Dança Oriental. Nunca tinha ouvido falar em semelhante dança, juro que não fazia ideia do que se tratava e só pelo nome não me suscitava nenhum interesse. Aconteceu que numa das vezes que estava na recepção, sem fazer quase nada, começou uma aulas da tal dança e oiço a música. Foi magia! Aquela melodia entrou em mim como um suspiro que fez com que acordasse de um sono profundo. Não sei explicar, mas aquele tipo de música era-me familiar, e ressuscitou-me de tal maneira que fui espreitar a aula.
Cla…

Mais um balde de água fria...

Pois é! Se há coisa que eu detesto e me deixa irritadíssima é apanhar com "um balde de água fria", e vocês estarão a perguntar: "do que é que ela está a falar?" Passo a explicar: levar com um balde de água fria para mim é: ter uma boa proposta para dançar num evento, está tudo acertado quanto ao local, duração da actuação, depois de um bom regateio os cachet estão combinados e dizem-me "então tudo bem, depois dir-lhe-ei as horas". Fico toda contente, pois o que eu mais gosto é levar a minha arte junto das pessoas. Começo a pensar nas músicas mais adequadas para o tal evento, a escolher os fatos, adereços e a imaginar como será a actuação para que seja inesquecível. Pareço uma criança que lhe prometeram um chocolate... e ando toda entusiasmada á espera do dia D, tudo isto para um dia antes, enviam-me uma mensagem a dizer " muito obrigado, mas já não vamos precisar mais dos seus serviços." Já perceberam o que é "um balde de água fria"?... …

As Minhas Memórias - 2ªparte - O Ballet

Desde os quatro anos que danço e desde que fiz a minha primeira aula nunca mais parei! Acredito que nascemos com certos dons e eu tive a sorte de descobrir o meu bem cedo... o dom de me expressar através da dança.
Não tem sido um caminho fácil, pessoalmente, tem sido um processo que já vem de pequena e acho que vai continuar para o resto da minha vida e tudo começou com o Ballet. Eu simplesmente só não gostava desta dança, eu ADORAVA o Ballet, eu respirava Ballet, só pensava nisso. A minha obessessão era tão grande que pedia bonecas com temáticas de bailarina, compravam-me livros sobre a dança onde fica horas a ver as fotos dos bailarinos, tive uma verdadeira fixação por sapatilhas de pontas ao ponto de pedir a toda a gente que me comprassem umas mesmo ainda não tendo idade para usá-las, enfim... era o meu mundo e sempre desde pequena me lembro de dizer que queria ser bailarina. Como puderam ler nas "As Minhas Memórias parte 1" comecei cedo com as aulas no colégio que frequent…

Aulas de Dança Oriental - Horários

Mais uma época irá começar!
Convido-vos a todos a virem ter comigo a fim de aprender, continuar ou recomeçar a dança mais estimulante que existe: a Dança Oriental!
Deixo-vos aqui os horários e contactos para se inscreverem.
Espero por vocês!


Epodemo-nos todos encontrar no Facebook e Hi5, adicionem-me!!!


Aulas de Grupo, de Dança Oriental com Sara Naadirah
Época de Setembro de 2009 a Julho de 2010


Dança Livre, escola de dança:
www.dancalivre.com
213894190
(aulas semanais)


Nível Iniciado A - 2ªs e 4ªs, das 13h00 às 14h00

Nível Iniciado B
- 2ªs e 4ªs das 18h00 às 19h00 – dos 10 aos 16 anos

Nível Iniciado C - 2ªs e 4ªs, das 19h00 às 20h00 – a partir dos 17 anos

Nível Intermédio - 2ªs e 4ªs, das 20h00 às 21h00

Nível Avançado - 2ªs e 4ªs, das 21h00 às 22h00

Para Crianças – 2ªs e 4ªs, das 17h às 17h45



Mais informações e se deseja aulas particulares, consulte:

WWW.SARANAADIRAH.COM
saranaadirah@mail.pt
914258256

Home Sweet Home

De novo em casa...
Já tinha saudades, mas agora que aqui estou tenho vontade de voltar a sair. Bolas... nunca estou satisfeita! Também chego e começo logo a limpar, arrumar, cozinhar, lavar e tudo o que acaba em ar... não há paciência... detesto os trabalhos domésticos, mas como sou fanática em ter tudo limpo e arrumado... ponho logo mãos á obra.
Estão espantados?! Pois é, se pensam que a minha vida é um glamour de estrela de cinema, enganam-se!!! Em Portugal uma "estrela"da dança não ganha o suficiente para para ter uma "BIMBY" versão doméstica. Sim, faço tudo que uma dona de casa faz, e acho que até bem feito, mas odeio! Enfim...
Tirando esse pequeno grande pormenor, ao chegar de novo, chega também o retomar de tudo o que deixei pendente e pior ainda: a rotinazinha, que é outra coisa que detesto, fazer sempre o mesmo todos os dias. Se isso acontece, começo a ficar histérica, nervosa e insuportável ( o meu marido que o diga) e foi isso mesmo que aconteceu logo no se…

O Badoca Safari Park

Não vos posso deixar de falar de um parque que visitei duas vezes e que me fascinou: Badoca Safari Park: é um parque no litoral Alentejo, que alberga animais selvagens em completa liberdade (dentro dos limites do parque claro!) e que nos proporciona um dia mágico perto deles.
Fiquei encantada com a temática particular deste parque (muito diferente de um jardim zoológico normal) e da maneira como os animais lá são tratados. Embora estejam em cativeiro, estes animais são respeitados e extremamente acarinhados por todos os tratadores que lá trabalham.
Tenho de destacar três actividades das muitas que nos proporcionam:
- A Alimentação dos Lémures ( uma espécie de primatas de Madagáscar) - adorei ter a oportunidade de "entrar" no espaço deles e poder ter o privilégio, de eles virem á minha mão, comer. São animais amorosos, curiosos e muito sociaveis, bem melhor que muitos da espécie humana.
- O Safari - muito, mas mesmo muito divertido! Entramos numa espécie de comboio atrelado a u…

Agora é que descobri o verdadeiro paraíso

Menti-vos!
No outro dia, estava eu a alimentar o meu vício, lendo uma revista cor-de-rosa, quando deparei num artigo: Tal famoso artista gasta 2000€ por noite num resort em Porto Santo. Pensei: "deve ser lindo lá... era bom era...".

Pois é! Perdi a cabeça, e achei que também eu (também artista, mas não famosa a ponto de sair nas revistas) merecia ir para um resort e fui com o meu Amor para um que abriu á pouco mais de um mês.
Digo-vos que, agora é que encontrei o paraíso e ele chama-se: ZMAR Eco Camping Resort. Um parque de campismo totalmente ecológico.
Só tenho uma palavra para o descrever: FANTÁSTICO!!!!!!!!!! Como um verdadeiro resort tem: hotemóveis (um mimo); chalets (engraçadíssimos); Balneários e WC completamente equipados (um luxo); piscina interior de ondas (divertidíssimo); piscina exterior (que belas braçadas dei lá); zona aventura (aqui ia "morrendo"muito difícil mas diferente); supermercado (carote); restaurante take away (aqui não resisti e quebrei a minh…

Terei sido uma "cigana"?

Eu acho que noutra vida devo ter sido ou cigana, ou pertencia a alguma tribo que saltava de terra em terra! Eu gosto, ou melhor eu ADORO viajar, conhecer culturas novas ou simplesmente estar noutros locais que desconheço, mas se há coisa que AMO fazer no Verão é acampar! E este não foi excepção. Para mim acampar significa voltar às minhas raízes, sentir o vento, o sol, a chuva sem ter paredes, sentar e dormir no chão, pisar de pé descalço a terra, ouvir a Natureza... tenho tal necessidade disso, como se a minha Alma implorasse esse retorno. O facto é que passando uns dias em (quase) pleno "estado selvagem" sinto-me renovada, com as baterias recargadas e inspirada para mais um ano de dança... Mas, bom... quando digo "estado selvagem" não é bem assim... tenho algumas condições e luxos que não prescindo, claro!!! Ora bem: tenho de ir para um parque de campismo 5 estrelas, tem de haver casas-de-banho e limpas (acho que não preciso de dizer mais nada), restaurante ou ref…