Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2010

A Minha Viagem ao Cairo - 4ªparte - A Dança no Cairo

Cada vez que vou ao Egipto aprendo sempre algo, é impossível que seja diferente e quanto mais vezes lá vou mais aprendo ou melhor compreendo a dança. Á medida que vou conhecendo melhor a cidade, as bailarinas, os locais onde ir vê-las, os professores, algumas perguntas que sempre questionei acerca da dança vão-me sendo reveladas.
Desta vez, percebi que no mundo árabe, mais precisamente no Egipto/Cairo existe dois tipos de dança: o folclore e a dança clássica/oriental.
O folclore ou a dança tradicional é completamente adorada por todos, é aquela que realmente vai ás origens do povo egípcio, é acessível e dançada por todos e toca no coração de toda a gente. Muitos dizem que essa é que é a verdadeira dança árabe e a que hoje vulgarmente conhecemos como dança do ventre não passa de uma exibição "barata" de vaidade e luxuria.
Eu adoro o folclore árabe. Tive a sorte de ir ver um espectáculo de Derviches (um género de dança folclórica dançada e tocada por homens) no palácio El Khoury,…

A Minha Viagem ao Cairo - 3ª parte - A Condição das Bailarinas

O que dizer das bailarinas/colegas que frequentaram o curso comigo e o que comentar das que fui assistir ao vivo... Todas nós de uma maneira ou outra definimos o que é a Dança Oriental nos dias de hoje, que é bem diferente de á uns anos atrás e será de certeza diferente no futuro.

Bom... Começo com as experiências contadas pelas minhas colegas nas longas horas de jantar, e o que eu descubro, surpreendente mente, é que a condição que tenho como bailarina cá, é igual em qualquer parte do mundo e que tudo depende da nossa atitude enquanto dançamos.

É verdade... sempre tive a ideia que trabalhar no estrangeiro, principalmente Europa é que seria bom, que em Espanha, França, Inglaterra, USA, e até mesmo no Egipto é que tinham verdadeiras condições e apoios para se ser bailarina. Tinham sempre bons locais onde dançar, com bons camarins, público educado que aprecia a dança e o nosso trabalho, não nos confundindo com uma stripper, como estava enganada... à medida que iam falando, revia-me totalm…

A Minha viagem ao Cairo - 2ª parte - O Curso

Ir ao Cairo significa para mim, entre outras coisa, ir beber da fonte (ou seja ir fazer aulas) e assistir a shows das minhas bailarinas preferidas.

A meu ver, quando se pratica uma modalidade, neste caso dança, de um país ou de uma cultura diferente da nossa, só se consegue progredir e compreendê-la quando vamos directamente a esse país ver como ela é e como é praticada na realidade.

A senhora Raqia Hassan, antiga bailarina da Reda Troup, percebeu á cerca de uma década atrás, isso mesmo, o quão importante e vantajoso seria criar um festival que reunisse vários bailarinos e professores maioritariamente egípcios, a fim de que centenas de profissionais por todo o mundo fossem directamente ao Egipto aprender a verdadeira Dança Oriental e assim levarem consigo essa aprendizagem e ensinarem/mostrarem aos milhares de alunos e curiosos que existe de por todo o mundo.

A ideia era fantástica e visionária. Já que a Dança era praticada por todo o lado, não só no Cairo, e já que tinha uma aderência…

A Minha Viagem ao Cairo - 1ªparte - A Cidade

Esta minha última viagem ao Cairo foi simplesmente fantástica. Não tenho palavras para descrever a sensação que sinto sempre que vou para lá, muito menos todas as sensações que tenho quando chego e lá estou. O Egipto é o meu segundo país, a sua gente e cultura são algo que me diz muito e por mais voltas que dê á cabeça não tenho explicação para a atracção que sinto por esta cultura.
Impossível descrever o Cairo. Por mais adjectivos que surgem na minha cabeça são infinitamente pobres para descrever esta cidade, por isso não vale a pena estar aqui a escrever grandes textos, vou sim "falando" e adjectivando o melhor que conseguir.
À medida que vão lendo este post, vão encontrar uma lista de palavras em letra grande, aconselho a transcrevê-las num papel e no fim terão uma vaga ideia do que é o Cairo.

Esta minha quinta experiência de estar quinze dias sozinha onde o IMPREVISTO é regra correu fantasticamente bem.
Passaram-se dois anos desde a minha última ida ao Egipto e desta vez o…

Workshop dia 30 Janeiro! Não perca!

Workshop de Dança Oriental com Sara Naadirah
“Aperfeiçoamentos Técnicos do Estilo Egípcio”

30 de Janeiro (sábado) – 10h às 13h30

Local: escola de dança Dança Livre
Rua Marquês de Fronteira, nº76, Campolide

Programa :
Com a sua experiencia de sete anos como bailarina/professora, Sara Naadirah, já lhe habituou a um estilo próprio e inconfundível mas puramente egípcio de Dança Oriental. É o seu desejo, partilhar consigo, os conhecimentos que adquiriu na sua mais recente formação para profissionais no Cairo, Egipto.
Assim, propõe-lhe um workshop dirigido a todos os amantes e curiosos desta arte, a fim de aprender e aperfeiçoar os movimentos característicos desta dança:
1ª parte - introdução/desenvolvimento/ aperfeiçoamento /esclarecimento de dúvidas, da técnica base (círculos, rectas, ximis, deslocações, acentuações, etc) e como aplicar esses mesmos movimentos na música ao mais puro estilo egípcio.
Intervalo – espaço onde pode colocar as suas questões e curiosidades sobre o Universo da Dança Orien…