terça-feira, 22 de junho de 2010

Outro pecado, defeito ou talvez virtude


Não consigo ser hipócrita e cínica. Danço aquilo que sinto... e não há volta a dar.
Por mais que tente, não consigo, fingir que estou alegre quando estou triste, gostar quando não gosto, rir quando me apetece chorar, mentir quando me quero dizer umas verdades.
Sinceramente até hoje não sei se isto é uma virtude ou defeito.
Ao longo da minha vida poucas não foram as situações em que se tivesse sido hipócrita tinha ganho mais, em que se o cinismo falasse mais alto tinha evitado inúmeras "saias justas".
Muitas vezes a minha mãe e até marido dizem-me que não posso ser tão directa em certas situações, que às vezes a minha antipatia com quem não gosto é-me prejudicial. Dizem-me "finge" e eu respondo "é pá, não consigo" e não dá mesmo!
Confesso que alguns comentários que dou, resposta impulsivas, atitudes de mau humor caem-me mal e transpareço uma brutalidade que não é totalmente verdadeira. Quem não me conhece fica a pensar que sou arrogante, antipática, convencida e acabo por perder com isso.
Então quando danço... o meu estado de espírito transcende a minha vontade e cada movimento é o espelho do que verdadeiramente sinto, sem falsidades. E se tento "representar" sai asneira.
A minha assistente (sister) "passa-se" comigo e repreende-me variadíssimas vezes dizendo-me: "não faças essa cara, ri" mas é impossível quando não estou para aí virada, a menos que tenha uma audiência que é simpática comigo, "puxa por mim" e respeita o meu trabalho. Aí, posso estar de mau-humor que fico logo bem disposta e esse público terá o melhor da minha dança. Mas, se acontece o contrário, aparece espectadores que têm uma atitude oposta então eu danço mas, é o meu pior, a dança é seca, fria e na minha cara fica estampada a irritabilidade e o "frete".
Agora digam-me: não ganharia mais se, mesmo não gostando da situação onde estou a dançar, fingisse que estava tudo bem?
Assumia uma personagem e representava... mas isso é teatro e eu não sou atriz, sou bailarina. E não. Não é a mesma coisa. Nota-se perfeitamente quando um bailarino está cansado ou chateado, pois a dança e em especial a Dança Oriental é o espelho da nossa alma e vivências.
Se calhar tenho de encontrar um equilibro, um meio termo e não ter atitudes extremas.
"Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Nem oito nem oitenta." Lá diz a sabedoria popular.
Será que algum dia irei conseguir esse equilibro? Algum conselho?

sexta-feira, 11 de junho de 2010

O meu pecado capital

Quem normalmente segue o meu blog, deve estar a estranhar nunca mais ter escrito nada.
Pois bem, não tenho escrito nada pelo simples facto de estar mergulhada numa enorme onda de falta de criatividade, por me sentir extremamente cansada, que me leva a um estado de preguiça avassalador.
É verdade! Acho que este é o meu pior defeito: sou extremamente preguiçosa.
Preguiça esta, que se começa a agravar nesta altura do ano em que só penso em férias, praia, em não fazer mesmo nada.
Desde Setembro do ano passado que não paro, tem sido aulas e shows semanais que me têm desgastado ao ponto de esgotar todas as minhas reservas energéticas e criativas.
Aquela máxima que "quem corre por gosto não cansa" é falsa. Corro sim por gosto, mas canso-me sim! E depois de meses seguidos a "correr" posso ser sincera e dizer: estou exausta, fisícamente mas principalmente espiritualmente/emocionalmente, o que faz com que a minha criatividade, tanto para dançar como para escrever esteja, neste momento, em baixo.
Ser bailarina e ter de lidar constantemente com público é maravilhoso mas extenuante ao mesmo tempo. Como já disse muitas vezes, quando danço, não despejo uma série de movimentos, muito pelo contrário, quando danço transmito essencialmente energia, dou aquilo que tenho e muitas vezes aquilo que não tenho, para um público que é sempre desafiante e exigente.
Não pensem que é fácil...
Mas estou estou quase de férias... e até lá ainda tenho muito que dançar... e criar... por isso tenho de sair desta preguiça e continuar.
Alguma sugestão?

Mudança de endereço e-mail

Agora o meu endereço de e-mail passa a ser: saranaadirah@gmail.com
O antigo vai ficar desactivado.
Toca a mudar nos vossos contactos e enviem-me mails bem divertidos!!!