quinta-feira, 22 de novembro de 2012

SER bailarino também é:

Danço, praticamente, desde que nasci. 
Ao longo de todos estes anos apercebi-me que SER bailarina é muito mais que aprender técnica, movimentos bonitos, ter corpos standartizados. 
Como mulher leoa que sou (também de signo) transformo as minhas experiências de vida  em movimento que celebro em cada dança.

Pois para mim, SER bailarina também é:

. apurar o nosso sexto sentido;
. ouvir o nosso coração/intuição;
. não pensar... agir por impulso;
. ter coragem de ir para o desconhecido;
. sensibilizar-mo-nos com a alegria e a dor dos outros;
. quebrar preconceitos;
. rir nas adversidades;
. chorar ao sentir;
. passear um cão;
. abraçar um gato;
. olhar nos olhos de um ser e ver a sua alma;
. cheirar uma flor;
. descansar à sombra de uma árvore;
. lavar a nossa alma no mar;
. sentir prazer ao acordar;
. inspirarmos vida;
. expirar energia;
. gozar cada movimento;
. impressionar-mo-nos com a simplicidade que é viver;
. celebrar o nosso corpo;
. orgulhar-mo-nos em dar;
. não esperar receber;
. parar e respirar;
. ver beleza onde não é óbvio;
. repugnarmos-nos com a falta de valores;
. resgatar pessoas;
. adoptar animais;
. andar descalça na terra;
. amar... amar...  amar... e ser amado.


SER bailarino é não ser óbvio. SER bailarino é não ser acomodado. SER bailarino é não ser cobarde. 
SER bailarino é ser selvagem. É SER fiel a nós. É conhecer-mo-nos. É SER honestos com a nossa natureza. É SER único. É PARTILHAR!
Pense nisto cada vez que dançar.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Os Artistas... serão ETs???


"Os artistas são as pessoas mais motivadas e corajosas sobre a face da terra. Lidam com mais rejeição num ano do que a maioria das pessoas encara durante toda uma vida. Todos os dias, artistas enfrentam o desafio financeiro de viver um estilo de vida independente, o desrespeito de pessoas que acham que eles deviam ter um emprego a sério e o seu próprio medo de nunca mais ter trabalho. Todos os dias, têm de ignorar a possibilidade de que a visão à qual têm dedicado suas vidas seja apenas um sonho. Com cada obra ou papel, empurram os seus limites, emocionais e físicos, arriscando a crítica e o julgamento, muitos deles a ver outras pessoas da sua idade a alcançar os marcos previsíveis da vida normal - o carro, a família, a casa, o pé-de-meia. Por quê? Porque os artistas estão dispostos a dar a sua vida inteira por um momento - para que aquele verso, aquele riso, aquele gesto, agite a alma do público. Artistas são seres que provaram o néctar da vida naquele momento de cristal quando derramaram o seu espírito criativo e tocaram no coração do outro. Nesse instante, eles estão mais próximos da magia, de Deus e da perfeição do que qualquer um poderia estar. E nos seus corações, sabem que dedicar-se a esse momento vale mil vidas."
Anónimo

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Percussão


Definitivamente o que mais gosto de dançar: percussão.
Tem qualquer coisa de primitivo... Vai de encontro à minha essência, faz-me relembrar memórias da minha Alma. Adoro o som de uma Darbuka, não me permite pensar... só reagir, como toda a dança deve ser.

Deixo-vos aqui o link de um solo que fiz. Aconteceu no passado dia 13 Outubro no último show do estúdio Mahtab.


http://www.youtube.com/watch?v=nlnQsZMSdy8