quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Mais um balde de água fria...

Pois é! Se há coisa que eu detesto e me deixa irritadíssima é apanhar com "um balde de água fria", e vocês estarão a perguntar: "do que é que ela está a falar?"
Passo a explicar: levar com um balde de água fria para mim é: ter uma boa proposta para dançar num evento, está tudo acertado quanto ao local, duração da actuação, depois de um bom regateio os cachet estão combinados e dizem-me "então tudo bem, depois dir-lhe-ei as horas". Fico toda contente, pois o que eu mais gosto é levar a minha arte junto das pessoas. Começo a pensar nas músicas mais adequadas para o tal evento, a escolher os fatos, adereços e a imaginar como será a actuação para que seja inesquecível. Pareço uma criança que lhe prometeram um chocolate... e ando toda entusiasmada á espera do dia D, tudo isto para um dia antes, enviam-me uma mensagem a dizer " muito obrigado, mas já não vamos precisar mais dos seus serviços." Já perceberam o que é "um balde de água fria"?...
Mas, mais do que ficar chateada por não ter recebido o meu chocolate e ter tido a oportunidade de me ter deliciado com ele, fico indignada, passada, amuada, e tudo o que acaba em ada com alguns pormenores relactivos à dispensa dos meus "serviços":
1º- Serviços???!!! Mas eu sou o quê? Funcionária das finanças? (com todo o respeito aos belíssimos funcionários que nós temos no nosso serviço público!), relembro que sou Bailarina, uma artista, não presto serviços, demonstro Arte!
2º- Através de uma mensagem??!! Bolas! Pelo menos, falavam comigo! Mesmo que seja por telefone, mostrando respeito, pois quando precisaram telefonaram e falaram!
3º- "Ok! esperamos por si na festa" É pá! Se não tinham a certeza que me queriam a dançar, não me dá-vam o OK. Poderiam dizer: "vamos pensar no assunto" ou "depois digo-lhe se sim ou não", é sempre melhor do que nos porem o rebuçado na boca e depois tirarem...
4º- O pior é que percebi o porquê de acabar por não ir dançar no evento. Claro que não me dizem, mas como já tenho uns anitos disto, percebi através da conversa que, acharam o cachet que pedi muito alto. É incrível, e é com isto que me passo mesmo. Querem que uma bailarina dance e geralmente gostam de a ver dançar, mas esquecem que para ela dançar teve de investir na formação, teve também de investir em roupa e acessórios, já para não falar na deslocação, e querem pagar quase nada ou mesmo nada?! Só porque acham que é pouco tempo de dança para o valor pedido?! Se precisam de um médico pagam a consulta e nem respingam o valor, se querem um advogado também pagam e não é pouco, ás vezes pagamos por uma refeição num restaurante um notão, etc... querem ver dança e acham que não têm de pagar por isso!!! Não entendo... quando compro um bombom de alta qualidade pago muito por pouca quantidade, mas esse bombom vale esse preço, com a minha dança é o mesmo, a duracção é o suficiente para o contexto que se insere, mas a qulidade supera qualquer cachet.
Para perceberem ainda melhor, dou-vos o meu exemplo: comecei a minha formação em Dança Oriental á 9 anos numa das escolas de dança mais caras do país na altura; cada curso que faço no Egipto são 1600€ + a viagem 500€ + a estadia e alimentação 500€ = 2600€; cada traje de dança que lá compro não é menos que 400€, nos acessórios e maquilhagens já perdi a conta... Percebem porque é que não posso dançar de borla? Não me importava... mas para além deste investimento, eu vivo da dança! Pago a renda da minha casa, a minha alimentação, a minha roupa, os meus impostos, água, luz, gás, carro... com o meu trabalho! E o meu trabalho é ser Bailarina! Não sou médica e como hobby sou bailarina! Não! Sou bailarina a full-time, a part-time, e o meu hobby adivinhem é: Bailarina!
Se me rejeitam porque não gostam do meu estilo de dança, não gostam da minha dança pura e simplesmente ou acham outra bailarina mais interessante, fere-me o ego mas aceito humildemente, agora, porque acham que é muito dinheiro por 10 ou 15 minutos de dança, pensem no que está por detrás e na qualidade desses mesmos minutos. Se reflectirem bem, não há preço que pague, mais do que o investimento monetário, o investimento psicológico e pessoal que está por de traz de uma dança.
Enfim... mais um balde para a colecção... isto de ser bailarina é ter de também apanhar com uns bem geladinhos... e às vezes em pleno Inverno!

1 comentário:

  1. Oh, vai na volta encontraram uma bailarina (ou pseudo-bailarina) que dançasse por um valor mais baixo. Quem perdeu foram eles, isso de certeza, porque vão pagar a qualidade que levam. Mas percebo que seja chato para ti.

    Quando me acontecem coisas desse género (não com dança, claro) só me apetece pegar nas pessoas, dar-lhes uns safanões e perguntar: "Mas então para que é que vieram ter comigo???"

    beijinhos **

    ResponderEliminar