segunda-feira, 31 de agosto de 2009

O Badoca Safari Park


Não vos posso deixar de falar de um parque que visitei duas vezes e que me fascinou: Badoca Safari Park: é um parque no litoral Alentejo, que alberga animais selvagens em completa liberdade (dentro dos limites do parque claro!) e que nos proporciona um dia mágico perto deles.

Fiquei encantada com a temática particular deste parque (muito diferente de um jardim zoológico normal) e da maneira como os animais lá são tratados. Embora estejam em cativeiro, estes animais são respeitados e extremamente acarinhados por todos os tratadores que lá trabalham.

Tenho de destacar três actividades das muitas que nos proporcionam:

- A Alimentação dos Lémures ( uma espécie de primatas de Madagáscar) - adorei ter a oportunidade de "entrar" no espaço deles e poder ter o privilégio, de eles virem á minha mão, comer. São animais amorosos, curiosos e muito sociaveis, bem melhor que muitos da espécie humana.

- O Safari - muito, mas mesmo muito divertido! Entramos numa espécie de comboio atrelado a um tractor, e vamos passear por uma parte do parque onde se vê centenas de animais, completamente em liberdade e onde também temos o privilégio de tocar neles, se eles assim o permitirem. O guia era "passado" e durante mais de uma hora tive a sensação de estar em plena África.

- O Show das Aves de Rapina - foi o que mais gostei, simplesmente fantástico. Nunca tinha visto este tipo de show, onde estas aves são verdadeiras artistas. O trabalho, dedicação e amor que o tratador tem para com estas aves e a ligação que estas têm para com ele é comovente. É simplesmente incrível como elas são "treinadas", ao ponto de um simples assobio do tratador e elas aparecem não sei bem de aonde. É imperdível!

Quando puderem, visitem! Estar perto destes animais dá-nos uma sensação de paz e harmonia para connosco e para com o nosso planeta, que está cheio de espécies incríveis, que nos aceitam com uma generosidade, quase inexistente na espécie humana. Estes animais relembram-nos o quanto somos pequenos e egoístas. Mas, deixam-nos uma mensagem de esperança e sobretudo suplicam-nos: "Ajudem-nos a não extinguirmos! Respeitem-nos, que nós em troca vos amaremos de uma forma incondicional." www.badoca.com

2 comentários:

  1. Uau, estas fantasticaaaa!

    Beijo, Claudia

    ResponderEliminar
  2. ENTÃO NUMA DAS MINHAS HABITUAIS PESQUISAS SOBRES AS AVES DE RAPINA VIM ENTRAR SEM SABER BEM COMO NO SEU BLOGUE EHEH... DEVO DIZER LHE QUE FIQUEI EMOCIONADO COM AS PALAVRAS QUE ESCREVEU ACERCA DO ESPETACULO DAS RAPINAS.. ISTO PORQUE SOU O O TREINADOR QUE LHE ESTA A COLOCAR O FALCAO NA CABEÇA EHEH... JA AGORA O FALCAO É UMA FEMEA TEM SEIS ANOS E CHAMA SE BRISA.. BJS

    ResponderEliminar