terça-feira, 13 de julho de 2010

Mais um ano a ensinar...


Ser bailarina não é só dançar, é também passar os seus conhecimentos a alguém que tem o desejo de aprender.
Desde que comecei a minha carreira como bailarina que comecei logo a ensinar, e durante estes últimos sete anos, passaram por mim centenas de alunas (e uns alunos), proporcionando-me uma contra-aprendizagem, que direi... no mínimo... interessante e complexa.
Dar aulas é tão ou mais desafiante que ter de dançar publicamente. Conseguir transmitir esta Arte não é tarefa fácil mas é extremamente compensador!
Para mim, ver uma aluna a "crescer" na dança, é como um pouco ver um filho crescendo... e é com orgulho que as vejo a "gatinhar", dar os "primeiros passos" e depressa começam a "correr"!
Normalmente divido-as em duas categorias: as especiais e as de passagem.
Estas categorias não têm a haver com o grau de aprendizagem, mas sim com a intensidade, dedicação e objectivo com que querem aprender.
As "especiais" são aquelas que realmente querem aprender a dançar, no matter what e com tudo que isso implica. Relembro que aprender Dança Oriental, traz mudanças emocionais, desbloqueia sentimentos e faz com que evoluamos como seres espirituais que também somos. Esse processo muitas vezes não é agradável, é difícil e exigente.
Dar aulas a este tipo de alunas para mim é extremamente compensador e, relembra-me um dos meus objectivos na vida. Tenho poucas especiais mas boas...
As de passagem, são aquelas que querem também aprender Dança Oriental, mas de uma forma mais superficial, não tão profunda. Querem exercitar, divertir, encontram na dança um escape de uma rotina exigente e stressante. Infelizmente, esta categoria, chamo-a "de passagem" pois normalmente fazem durante um período e depois acabam por abandonar a pratica ou quando começa a ser mais exigente (naturalmente evoluir na dança implica também evoluir interiormente) acabam por desistir.
Este ano lectivo, que acaba agora no final deste mês, foi um dos melhores dos últimos anos!
Tive e continuei a ter alunas maravilhosas, que fazem com que dar aulas quase não seja um trabalho, mas um encontro de mulheres que partilham experiências e ajudam-se mutuamente. Foi um prazer...
Senti a ausência de muitas que, pelas circunstâncias da vida tiveram de fazer um "intervalo" na sua aprendizagem, mas que sei que irão voltar... um dia...
Todas elas têm ou tiveram um lugar no meu coração, e quando alguém quer aprender comigo eu ensino realmente a dançarem, não sou uma professora fácil... mas que aprendem, ai isso aprendem... querem experimentar?

8 comentários:

  1. Tonta, deixaste-me com lágrimas nos olhos. Sempre pensei que estivesse de passagem, mas acho que já enraizei a dança tão cá dentro que já passei a "outro nível"! ;P

    Tenho curiosidade pela aprendizagem que se obtem ensinando os outros. Demorei tempo a perceber que quando se ensina também se recebe em troca. Hoje percebo que o grande passo que tenho de dar agora é ganhar confinança em mim para poder transmitir algo a outras pessoas e, quem sabe, mudar algumas vidas como tu fizeste. :)

    ResponderEliminar
  2. Claro que és uma das especiais, senão não terias aguentado tanto tempo!!
    Dar aulas é um desafio e digo-te já que não é nada fácil.Se sentes que é uma coisa que tens de fazer então força! Mas nunca deixes de tu própria evoluir, para dar aulas a professora tem de investigar mais, investir mais nela própria. O maior erro em portugal é achar-se que se se dá aulas, o professor já não tem nada a aprender. Nada disso! Há sempre que evoluir num processo que cada vez é mais solitário.

    ResponderEliminar
  3. Sara,
    Eu tive que fazer um intervalo na dança mas em Setembro volto, cheia de saudades e vontade de dançar!
    Não sei se encaixo em alguma das categorias mas...que adoro a dança, lá isso adoro :)

    Beijinhos e boas férias!!

    ResponderEliminar
  4. Sara, adorei o que escreveste! E ao ler este texto, que me emocionou, apercebo-me que ainda bem que criaste um blog para poderes partilhar o que te vai no coração, para que as pessoas que não te conhecem e/ou nao convivem contigo todos os dias saibam a pessoa maravilhosa que és.
    Mais uma vez, obrigada por toda a aprendizagem a todos os níveis que me tens vindo a transmitir, é muito bom sentir que duas vezes por semana a uma determinada hora, não vou pensar em nada a não ser em mim propria e usufruir do grande prazer que esta Dança me dá.

    Ah, a imagem está linda de morrer!!!

    Cláudia

    ResponderEliminar
  5. Gostava tanto de ainda aí estar a aprender.... :( Confesso que também fiquei com lágrimas nos olhos... Infelizmente não sei se algum dia poderei voltar... e aqui... eu tentei... mas não é a mesma coisa... E quando saía de uma aula aqui com lágrimas nos olhos por ter passado a aula toda cheia de saudades vossas.... decidi deixar de ir... Enfim... :( Posso mesmo dizer que é a única coisa que me custa de toda esta grande mudança... beijinhos a todas!

    ResponderEliminar
  6. Patricia: cá te espero em Setembro...
    Eloisa: a Vida é feita de mudanças, ganha-se umas coisas e perdem-se outras, o que vale é que soubeste aproveitar enquanto tinhas as aulas, e disso nunca vais esquecer. Mas é Vida é uma roda nunca se sabe quando irá girar de novo...
    Claudia:espero sinceramente que consigas organizar-te de modo a continuares, porque as aulas também servem para isso mesmo, pensar somente em nós!

    ResponderEliminar
  7. olá Sara, sabes que és e sempre serás a "minha" Professora, que me ensinou tudo o que sei. Já tive workshops, como sabes, com outras professoras também para tentar conhecer outros estilos. Mas não é a mesma coisa...falta sempre qualquer coisa... Tive muita pena de deixar as aulas, como sabes. Andei por um bom tempo a "bater mal" mesmo, pela falta me faziam aquelas duas vezes por semana que ia lá e a tranquilidade interior que sentia quando saía. Ainda hoje me fazem falta...mas dentro de todos os obstáculos que a vida nos coloca à frente encontrei uma forma de não me desligar completamente da dança, juntando-me a um grupo de amigas uma vez por semana. Estou sempre a falar-lhes em ti e tenho aprendido imenso com elas. Não são elas que aprendem "umas coisinhas" mas sou eu que estou a descobrir um mundo, e que me dá um prazer imenso, que é tentar passar conhecimento de uma coisa que descobri que adoro, se calhar tardiamente, porque já não sou muito nova. Mas ao mesmo tempo esforço-me para evoluir e pesquiso e procuro mais, porque tenho esta necessidade natural, já faz um bocadinho parte de mim...sei tão pouco ainda... tenho um longo caminho a minha frente! Mas tu abriste esse caminho :) Obrigada por tudo! Um dia eu volto... Um beijinho grande de saudades. Sónia Romão

    ResponderEliminar
  8. Oi Sonia! e tu serás sempre bem vinda às aulas!!! quem sabe um dia... entretanto vai-te divertindo e convivendo com as tuas amigas. Que iniciativa fantástica!!! um grande beijinho

    ResponderEliminar