Avançar para o conteúdo principal

Partiu... para um descanso mais que merecido

Hoje partiu, aos 94 anos, uma Mulher com letra grande. 
Um ser que soube ser mãe, esposa, avó, amiga dos seus amigos. Um ser que define o que é ser mulher.
Era a minha avó... uma das pessoas mais inspiradoras que tive a honra de conhecer e conviver.
Cuidou de mim nos meus primeiros dias de vida, quando a minha mãe recuperava de uma gravidez difícil e ensinou-me, através do seu exemplo, algumas das minhas maiores lições de vida.
Sou a neta fisicamente mais parecida com ela, mas herdei também a coragem e determinação que possuía sem nunca perder valores e generosidade. Embora nunca me tenha visto dançar, toda a minha dança é um reflexo da força que me passava.
Era uma mulher genuína como há raras hoje em dia... agora está a ter o seu descanso merecido. O seu legado continua vivo comigo e com a minha irmã que passará, de certeza, para os nossos descendentes.
Sei que olhará por mim onde quer que esteja porque, ao despedir-me dela, simplesmente sorriu-me, sem uma unica palavra. 
Um sorriso que ficou gravado na minha alma... esse sorriso foi mais que mil palavras... não foi  de choro ou tristeza... foi de esperança e sentimento de missão cumprida. 
Que sorte que tive de ter tido uma avó assim!



Comentários

  1. Querida Sara :)

    recebe o meu abraço grande e apertado.

    É sempre difícil dizer adeus. Espero que o consigas ir fazendo com a maior serenidade que te seja possível.

    Beijinhos doces,

    C.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

E assim Nasceu... uma MÃE.

Ela dorme profundamente. Está silencio e, só agora, passado oito meses desde o nascimento da minha filha é que consigo - FINALMENTE - sentar-me com calma ao computador e retomar o blog. Não escrevo desde Junho. Não consegui. Disse que o voltaria a fazer em Novembro passado... antes de ela nascer disse tanta coisa... pensei tanta coisa... e já se passou tanta coisa. Precisei de tempo. Tempo para criar alguma distancia e assim ter capacidade de raciocínio e destreza emocional para este post. É um texto que me é difícil, mas que me exigi escrevê-lo. Escrevo-o para mim, para recordar, arrumar pensamentos, acalmar sentimentos e para pôr em palavras como foi e como é esta minha nova vivência. Ao partilhá-lo espero que chegue ao coração de muitos e à alma de de quem é mãe.
Eu demorei 36 anos a querer ter um filho. Nunca entendi o tal "relógio biológico a dar horas"(aliás, ainda hoje não percebo o que isso é) e desejo de engravidar. Muito pelo contrario! Fugia "a sete pés" de…

O meu querido mês de Agosto

Há muito que não tinha umas férias tão revitalizantes como estas últimas. Eu adoro o mês de Agosto. Não só por começá-lo com o meu aniversário, mas porque também marca o inicio de uma nova etapa e um novo ano com mais desafios. Partilho convosco os meus pontos altos: . Dormi, dormi, dormi e... dormi! Consegui pôr o meu sono em dia, apesar de me levantar sempre cedo para ir para a praia ou simplesmente passear. Não há nada como dormir numa tenda com o meu marido e cadelinha rodeados de natureza e o som do mar, fazer grandes sestas ao som do vento a passar pelas folhas das arvores. É mágico... . Estar sempre com a Nikita na praia. É fantástico... o que me diverti e o que ela nadou!! Apesar de ter de andar quilometros para ir para um local da praia quase deserta, valia a pena estarmos sozinhos e completamente à vontade. . Ter desligado o telemóvel e pc! Dar só atenção ao meu marido e ele a mim... foi otimo... . Ter comido o que me apeteceu à hora que queria, sem o minimo de restrições! Que bo…