quarta-feira, 11 de julho de 2012

Campera - o Rosto de tantas Fêmeas



Ciatando Nuno Markl: "Em 1997 escrevi um sketch para o programa Herman Enciclopédia que abria a 2ª temporada. Era sobre um episódio piloto perdido de uma série protagonizada por uma cadela - a Lésse - em que, por questões de orçamento, a cadela fora substituída por uma caixa de cartão. O sketch ficou óptimo - um pedaço de nonsense puro do qual me orgulho bastante. Mas hoje lembrei-me desse sketch por outra razão mais dramática.

A Campera, cadela de que se falou por aqui há umas semanas, encontrada num estado quase terminal de tortura e abandono, morreu hoje. Infelizmente, os responsáveis pela tortura da Campera continuam por aí, impunes e, possivelmente, a esta hora, aplicando tratamento similar a outro animal.

É que, num ângulo inesperadamente triste de revisitação da minha inocente ideia de jovem argumentista de comédia, por estas bandas, continua a não haver uma grande diferença legal entre um animal e uma caixa de cartão. E isso é trágico."


Não podia deixar de prestar uma homenagem sincera e sentida a esta cadela que, para mim, é o rosto de tantos animais. Apesar de nas suas últimas semanas de vida tenha recebido todo o amor, assistência médica e apoio não resistiu...
Por mais que pense no assunto, não consigo justificar quem maltrata, humilha e martiriza os animais, principalmente cães. Eu e o meu marido resgatamos uma cadelinha  de dois meses e foi sem dúvida (apesar do trabalho e despesa) a melhor coisa que fizemos desde que estamos juntos. O amor que estes animais nos dão é indescritível, não encontro em mais lado nenhum senão neles. Eles SENTEM, COMUNICAM e dependem emocionalmente de nós!!! Não compreendo como ainda são considerados objectos pela lei...
Não acredito, por experiência própria, na justiça dos homens mas acredito piamente, também por experiência própria, na justiça divina e sei que, quem planta colhe e, por isso, quem faz mal a um animal colherá amargura. Disso tenho a certeza.
Não conheci pessoalmente a Campera mas ao olhar para ela vejo nela reflectido o sofrimento de TODAS as Fêmeas deste planeta, incluindo as humanas... ainda ontem vi as imagens chocantes de uma execução barbara de uma mulher afegã às portas de Cabul por militares afegãos... uma multidão de homens cobardes assistiam... ela tinha apenas 22 anos e indefesa não pode evitar a sua morte injusta e humilhante simplesmente porque dois militares a disputavam... não há palavras... mais uma "campera" vitima da mão humana. (pode ver as imagens em tvi.iol.pt)
Estima-se que nos últimos 50 anos, MORRERAM MAIS MULHERES NO MUNDO, vitimas de todo o tipo de maltratos e violência incluindo a falta de assistência digna ao parto, que TODOS OS HOMENS FALECIDOS DURANTE A PRIMEIRA E SEGUNDA GUERRAS MUNDIAIS.
Existem milhares de Camperas por todo o mundo, se calhar uma mesmo ao seu lado.
NÃO SEJA INDIFERENTE, e comece por si, porque nós FÊMEAS temos de ser umas pelas outras.

Sem comentários:

Enviar um comentário