quinta-feira, 28 de julho de 2011

Desligar para Religar

Todos os anos eu tiro pelo menos uma semana para estar em contacto permanente com a natureza.
Durante essa semana tiro a maquilhagem, brincos, anéis, deixo o sutiã de lado e só visto e calço o indispensável. Troco a casa de cimento por uma tenda, a cama pelo chão.Tento desligar o máximo de tempo possível (mas confesso que me custa) o telemóvel, o computador, a net. Nem me lembro que existe televisão muito menos sinto falta dela. 
Se possível tento não ver pessoas. Isolo-me tendo só como companhia o meu marido (companheiro inseparável e aproveitamos para pôr o namoro em dia ;)), as arvores, os animais, o sol e o mar.
Parece radical mas para mim tornou-se essencial. É um prazer, quase vicio, acampar no meu secret place, num dos meus locais preferidos do país - a costa alentejana.
Assim é a forma que tenho de realmente desligar-me do mundo e concentrar-me em mim, relaxo e religo-me às raízes de que todos viemos. Relembro o que é importante e essencial para vivermos. 
Ao estar em contacto permanente com a terra, faz-me respeitá-la cada vez mais. Ao depender dela, sinto a sua energia como uma sessão de Reiki e ao interagir com ela faz-me lembrar como faço parte de um Todo magistral, generoso, superior, muito para lá da nossa limitada compreensão.
Também durante este tempo não quero dançar e a unica musica que quero ouvir é a dos pássaros logo pela manhã, o som do mar e do vento que bate nas arvores. Paro, sossego, reorganizo ideias enquanto vejo o pôr do sol da minha tenda. Presentei-o-me com o simples prazer de não fazer nada, não ter de fazer nada. 
É isto que é para mim acampar... e é disto que também é feita as minhas férias: distanciar-me, sentir saudades para depois poder criar. Recarregar a minha Alma com o poder da Natureza  no seu estado mais puro para depois ter força na selva que vivemos.

Sugestão: passem pelo Badoca Park perto de Sines e sintam o prazer de estar com animais praticamente selvagens. Já é a terceira vez que lá vou e nunca me desiludo!!! Aliás, interagir com eles (os lémures de Madagáscar e as aves de rapina são os meus preferidos) faz parte da minha terapia anual que é melhor que qualquer medicamento. Eles são autênticos psicologos que me fazem perceber quão simples é viver e quão simples é a Vida que nós tendemos a complicar. Eu tento complicar...  Adoro-os pela o amor e lição que me dão!!!! 
Quando descarregar as fotos publico as mais hilariantes.

4 comentários:

  1. Partilho da mesma opinião..eu adoro a natureza , adoro os animais!Posso afirmar que sou uma pessoa mais feliz quando estou com animais.
    Aguardo ansiosamente pelas fotos!Ainda não tive oportunidade de visitar o badoca park...mas espero faze lo em breve!!beijo grandeee e boas ferias!!!

    ResponderEliminar
  2. Venham de lá essas fotos, então!! :D

    ResponderEliminar
  3. Miss Luna,muito obrigado por seguir o meu blog!e obrigado pelo seu comentário. Recomendo sim o badoca park! Vai adorar!!

    Zaahirah: me aguarde!!!!

    ResponderEliminar
  4. Olá Sara :) sinto-me bem é no meio da Natureza.
    Não me convidem para ir a centros comerciais, só lá vou quando tenho absoluta necessidade e tento despachar-me rapidamente.
    Isso para mim não é passeio nem diversão, acho uma seca ir passear para o centro comercial ao fim de semana lolol.
    2 excepções:
    - Se for ao cinema, e aí estou a ver o filme (depois vou-me embora).
    - Se for para estar com uma (ou mais) amiga(s) de quem gosto muito e aí tento desfrutar da sua companhia e abstrair-me do sítio onde estou.
    O badoca ficará uma visita um dia mais tarde.
    Não há mais fotos?
    Beijo grande e até breve.

    ResponderEliminar