quinta-feira, 23 de julho de 2015

E assim passou mais um ano...

Como o tempo passa...
Acordei hoje dando-me conta que encerrei mais uma época lectiva e que, daqui a pouco mais de uma semana, concluo mais um ano de vida.
Fiquei baralhada... passou um ano assim... num abrir e fechar de olhos.
Como sempre, faço nesta altura uma pequena reflexão... 
Foi um ano que, finalmente, depois de tanta instabilidade e mudança, pude respirar fundo e pensar em mim.
Foi um ano onde fechei algumas portas e, arrumei assuntos e pessoas que não contribuíam em nada para a minha vida. Ficou no passado. De consciência tranquila, fiz o luto e segui em frente sem olhar para trás e sem arrependimentos.
Sinto-me aliviada e mais consciente que o meu instinto quando fala, FALA. E, quase sempre está certo. Segui-lo é uma escolha e quando o faço-o, por mais que trema e duvide, acaba por ser a via mais sábia.
Foi um ano que resolvi não ser indiferente à crueldade que afligimos aos animais e por isso deixar de vez de comer carne e cada vez mais ser activista desta cousa que deveria ser de todos.
Foi também um ano que, forçosamente, tive de retornar às origens. Tive de me lembrar porque escolhi os caminhos que escolhi. Tive de recordar o meu foco que, depois de passar um tornado, ficou desfocado. 
Não foi um ano fácil... nunca é... e acho que nunca será.
O meu espectáculo TERRA ENCANTADA reflectiu tudo isso e, foi um sucesso além de profissional, principalmente  foi pessoal. 
Foi um ano que me lembrei de quem sou.
Estou prestes a começar mais um. Sem expectativas espero saborear cada momento de uma forma descontraída e verdadeira. 
Cheira-me que uma nova e importante etapa possa surgir...
Que venha!  

Sem comentários:

Enviar um comentário