quinta-feira, 2 de maio de 2013

Tertúlia/Convívio no estúdio Mahtab

E porque a Dança Oriental não se faz só com profissionais, aqui fica uma sugestão para uma tarde bem passada: 


Muitas vezes esquecemo-nos (nós professores e bailarinos) que os nossos maiores "fans" e apoiantes são os nossos alunos. A eles devemos respeito e também admiração pela coragem que têm em querer aprender esta dança que de fácil não tem nada.
Esquecemo-nos também que muita da dança que se pratica são por eles mesmos. E são eles, que fazem a grande divulgação para um público que, à partida, não está sensibilizado para a Dança do Oriente.
Sempre que posso, gosto de estimular os meus alunos a sair dos seus casulos, mostrarem o que sabem e sentem. Este desafio que lhes lancei é exatamente isso: pô-los a falar e, principalmente, a dançar explicando-lhes a responsabilidade que têm nas mãos sempre que dançam e sempre que espalham o conceito complexo deste universo.
A dança também é feita por milhares de amadores em todo o mundo... e curiosamente, encontro talentos que me agradam muito mais que alguns supostos profissionais. Eu gosto de apoiar e dar valor a estas perolas espalhadas pelo planeta e Portugal não é exceção, como vulgarmente se pensa. 
As minhas alunas são-me pérolas que - embora não tenham consciência disso - dou-lhes um valor incalculável. Serão algumas delas que irão brindar-nos com as suas danças nesta tarde e serão elas, o pretexto ideal para convivermos (professores, alunos e amigos) numa tarde descontraída e informal. Uma celebração da dança, da Dança Oriental.
APAREÇA!!!!

1 comentário:

  1. Muito bem, Sara, estarei convosco com a minha dança. Embora longe nunca me esqueçerei de ti! Um beijo enorme da tua, mar

    ResponderEliminar