Avançar para o conteúdo principal

Os Meus Professores - Parte II

 Abel Salazar, médico entre muitas outras profissões disse:

" O médico que só sabe de medicina, nem de medicina sabe." e eu, pego na frase dele e digo:

" A *bellydancer que só sabe de *Bellydance, nem de *Bellydance sabe." 

Pessoal: ninguém é excelente na sua área fechado na sua bolha. Podes até ser bom. Mas não és memorável. Com isto quero dizer que, quanto mais fizerem, observarem, refletirem, aprenderem, experimentarem outras coisas, outras maneiras de ver, de sentir, de pensar, de conhecimento melhores pessoas serão e claro, excepcionais na vossa área. Seja ela qual for. 

Por isso, e desde sempre, percebi que praticando outras modalidades ajudariam na minha dança. Quando fazia Ballet, e embora a Dança Clássica fosse o meu foco, fiz questão (decisão que tomei na altura de forma intuitiva) ir também aprender outras danças que, de certa maneira, complementavam a minha formação no clássico. E, foi através dessa minha vontade de estar atenta ao que me rodeava que cheguei à Dança Oriental. E também, já mergulhada no universo da D.O. rapidamente percebi que precisava de fazer outras modalidades de modo a potenciar a minha dança.

E foi o que fiz. E é o que faço. Neste momento, a Aeróbica, o Zumba, o Yoga são essenciais para me desafiar, exercitar, ouvir outras musicas e ver outros pontos de vista. Estas modalidades são as que me fazem sentido nesta altura, mas já foram outras e todas contribuíram para ser quem sou hoje e fazem parte do ADN da minha dança. Estar atenta - e não obcecada - ao que se passa ao meu redor, que têm para oferecer e o que dizem as colegas, as alunas, os seguidores contribui para "crescer" e desenvolver o meu trabalho que acaba por ser muito mais do que aprender mais técnica. 

Os meus professores de outras modalidades - que escolho a dedo, porque nem toda a oferta que existe me serve - contribuem de forma directa na minha dança. E uso o que ensinam para explorar e motivar-me também. Todos eles contribuem, mas talvez não tenham consciência do impacto que têm nessa contribuição. A todos os professores que ao longo da minha vida passaram por mim - que perdi a conta - tenho um profundo respeito e admiração. Todos eles foram e são peças fundamentais no meu percurso e fazem parte da minha história.

Por isso, meus amigos, acordem! Mexam-se, ousem, desafiem-se, experimentem, oiçam, saiam do vosso quadrado, da vossa zona de conforto e sintam o impacto porque se só souberes de Dança Oriental, nem disso sabes.

PS: no próximo post... parte III.









Comentários

Mensagens populares deste blogue

OnLine, O "Novo" Palco

Pois é... Resisti bastante. Adiei muito. Desisti algumas vezes. Até que a vida nos atropela - com uma pandemia (quem diria?!...) - e, foi neste atípico momento que percebi: ou é agora ou não é mais. Não há dúvidas, tudo OnLine ganhou uma vida própria e veio para ficar e há quem diga que entramos numa nova Era... Falo, claro, da minha lendária resistência às novas tecnologias e plataformas digitais.  Resisto porque na verdade não controlo e isso chateia-me... muito. Gosto de dominar e entender o que faço. Mas, de uma vez por todas, mergulhei no fascinante mas manhoso mundo da internet. Afinal o OnLine, já faz parte da nossa vida há algum tempo mas, atrevo-me a dizer, não com a força que tem hoje. E, ou tu te adapatas, ou "desapareces". E eu tive de me adaptar e depressa. Mas esta rapidez, sinceramente, assusta-me... toda a conjuntura que vivemos potenciou uma dependência no virtual como se de um bem essêncial se tratasse.  O virtual tornou-se uma realidade paralela que ganhou

Conversas & Danças no Feminino - Edição Especial

CONVERSAS & DANÇAS NO FEMININO  Edição Especial Quarentena A DANÇA ORIENTAL E O ISOLAMENTO by  Sara Naadirah Method * 25 ABRIL 2020 * 16h  * ON-LINE * Da carência de mais do que só a partilha de técnica coreografica, nasce CONVERSAS & DANÇAS NO FEMININO .  Esta é uma formação teórica e prática de Dança Oriental , indicado para todos os níveis de aprendizagem, aspirantes a profissionais e a bailarinas que estejam no activo.  Nesta EDIÇÃO ESPECIAL QUARENTENA , e porque continuar a prática da dança em casa é diferente e pode ser um desafio,  A DANÇA ORIENTAL e o ISOLAMENTO:  TÉCNICO E SOCIAL   será o tema principal, reflexo dos tempos que vivemos. Programa: * INTRODUÇÃO  -  Ligarmo-nos virtualmente e dar-nos a conhecer umas às outras. Podemos não estar fisicamente mas vamos na mesma formar um "circulo" de mulheres e com ele, um circuito interactivo; * 1ª PARTE - TEÓRICA   - Breve reflexão do impacto dos tempos que vivemos; 

Conversa Com...

É de noite que as minhas melhores ideias surgem. E foi numa noite de insonia que me surgiu a ideia de partilhar conversas que gostaria de ter com colegas, amigos e até mesmo familiares sobre a Dança e a Vida. Assim está, desde o dia 1 Maio, a decorrer a 1ª Temporada de: Sara Naadirah conversa com.. . na, claro está, plataforma da moda dos Lives - o Instagram. Confesso que é um desafio que me sujeitei. Eu gosto de me desafiar.  Apercebi-me que este é um novo palco onde a Dança Oriental se pode fazer de uma outra maneira: através, não do movimento, mas do diálogo.  Percebi também e, por causa dos tempos atípicos em que vivemos, que o pessoal estaria mais confinado, todos mais online e com algum tempo disponível para assistir. Encontrei também, nestas circunstancias peculiares, a oportunidade - que antes seria quase impossivel por causa da correria doida diária que nos encontravamos - de simplesmente conversar com pessoas que de alguma forma têm directa ou indirectamente a haver com o un